Google estreou nova ferramenta contra pedofilia

O Google estreou novas ferramentas para combater a publicação de conteúdo inapropriado no orkut.

A partir desta terça-feira (1), o Google inicia o uso de novas ferramentas para monitorar o conteúdo gerado pelos usuários em seus serviços e combater, especialmente, o uso de suas ferramentas por pedófilos. A principal novidade é a estréia de um filtro de conteúdo que poderá identificar mensagens e fotos suspeitas de exibir conteúdo fora dos termos definidos pelo Google. O filtro deve impedir a publicação do conteúdo irregular e identificar perfis e comunidades suspeitas. Além do filtro, o Google Brasil anunciou algumas medidas que atendem a parte das exigências feitas por autoridades brasileiras, como representantes do Ministério Público e senadores que integram a CPI da pedofilia. Entre as medidas estão o compromisso de repassar informações sobre autores de mensagens pedófilas para autoridades brasileiras sem necessidade de acordos internacionais. O debate em torno de um acordo internacional existia porque o orkut está hospedado em servidores na Califórnia e suas informações submetidas às leis americanas. O Google Brasil usou esse argumento inúmeras vezes para responder aos pedidos do Ministério Público. Mesmo nos Estados Unidos, no entanto, as regras de proteção à privacidade do usuário não protegem quem publica conteúdo pedófilo, o que facilita o repasse de informações do Google para autoridades brasileiras. O não repasse de informações levou promotores e senadores a ameaçarem pedir o fim das atividades do Google no Brasil. O Google disse também que manterá o registro de navegação no orkut em seus servidores por pelo menos 180 dias. Isto será especialmente útil para identificar autores de mensagens criminosas que eventualmente retirem o conteúdo irregular do ar. Por fim, o Google diz que fará esforços para educar os internautas brasileiros e orientá-los a identificar e denunciar conteúdo impróprio. Para isso, a empresa produzirá cartilhas que serão distribuídas a jovens usuários de internet. As medidas de repressão ao conteúdo pedófilo são anunciadas poucos dias após a CPI do Senado votar a convocação, pela segunda vez, de diretores do Google.

Fonte: INFO Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: