Site chinês de direitos humanos sai do ar

Provedor norte-americano bloqueou acesso a dez páginas sem aviso prévio.
Ação não teve explicação e piora controle da internet na China.

 O provedor de internet americano Go Daddy retirou o acesso a dez sites de direitos humanos chineses sem aviso prévio, denunciou hoje a organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) em comunicado.

Segundo a RSF, na última sexta-feira (17) o Go Daddy avisou a dez de seus clientes chineses que os serviços seriam suspensos temporariamente devido a uma falha no sistema, e que precisavam de senhas para resolver o problema.

No entanto, os dez sites, que incluem o da organização ChinaPen.org e o do ativista Huang Qi, foram suspensos no mesmo dia.

“A situação da liberdade de expressão na rede na China já é muito difícil, por isso as empresas estrangeiras devem agir com a maior transparência possível”, afirma a RSF no comunicado. A organização diz que tentou entrar em contato com o Go Daddy, mas não obteve nenhuma explicação.

“Não se pode descartar a possibilidade de que o Governo chinês esteja pressionando provedores de internet a censurar páginas na China. O silêncio do Go Daddy deixa muita margem a dúvidas”, acrescenta a organização.

A empresa americana não deu nenhuma explicação após a suspensão do acesso e disse a seus clientes que começaria um processo de reativação dos serviços que poderia demorar vários dias.

Postado por Vinicius Mendes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: